Ex-gestora deverá devolver R$ 149 mil por não comprovar saldo financeiro

10 de outubro de 2018 às 16:27

A Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado do Ceará aplicou débito de R$ 149,5 mil à gestora do Fundo Municipal de Saúde de Independência, responsável pelo período de 1º de janeiro a 12 de abril de 2012. O valor, que deverá ser ressarcido aos cofres municipais em quantia atualizada, é referente a saldo bancário evidenciado no Balanço Patrimonial mas não comprovado por meio de extratos.

A irregularidade, além de implicar na devolução ao erário, motivou o julgamento irregular das contas e a imposição de multa na quantia de R$ 15 mil. A então gestora terá prazo de 30 dias para interpor recurso.

O caso foi apurado na prestação de contas de gestão nº 17338/12, relatada pelo conselheiro substituto Paulo César de Souza. “Concluo que a falha em análise reflete um descontrole contábil e financeiro”, frisou.

Além do relator da matéria, compuseram a sessão os conselheiros Rholden Queiroz e Ernesto Saboia, os conselheiros substitutos Davi Barreto, Manassés Cavalcante e Fernando Uchôa e o procurador Aécio Vasconcelos, do Ministério Público Especial junto ao TCE.

Repórter Ceará

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Os comentários estão fechados
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Anúncio
Entendendo A Notícia
Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo