Heitor Freire articula mudanças nos currículos escolares para o novo governo

28 de janeiro de 2019 às 16:48
13

O deputado federal eleito Heitor Freire (PSL) se reuniu com o ministro da Educação, Ricardo Vélez, em Brasília, na última semana. Na pauta, foram discutidos assuntos como as mudanças curriculares para o Ensino Básico. Participaram do encontro os parlamentares Bia Kicis (PRP/DF), Dayane Pimentel (PSL/BA) e Felipe Barros (PSL/PR), bem como secretários e outras autoridades do Ministério da Educação.

“Eu tenho muitos planos para a educação brasileira. Quero recomendar alguns livros paradidáticos, como os do professor Olavo de Carvalho, assim como o livro do Coronel Brilhante Ulstra ‘Verdade Sufocada’ para o Ensino Médio”, planeja o deputado cearense.

Outro tópico abordado foi a questão da eleição dos reitores das Universidades Federais. “Vou apresentar um Projeto de Lei para que as nomeações dos reitores de Universidades Federais fiquem a cargo de livre nomeação do Presidente da República. Com isso nós queremos tirar toda a ideologia e doutrinação que foi implantada dentro das universidades nos últimos anos”, ressalta Heitor.

O ministro da Educação exaltou o encontro: “É um prazer estar com o deputado Heitor Freire e outras pessoas que lutam pela reestruturação da educação e do Ensino Básico Fundamental. Nós acreditamos na educação como um instrumento de crescimento da sociedade para a integração e preservação dos nossos valores mais caros”, destacou o ministro.

Heitor Freire ressaltou ainda que segue atuando em prol do Ceará e seu povo, independente da oposição do PT ao governo Bolsonaro, e assegura que está aberto para o diálogo com o governador Camilo Santana para que o Estado receba todo o apoio que precisa do Ministério da Educação.

Repórter Ceará

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
13 Comentários
  1. Jussara Benassuly disse:

    Toda vez que leio uma notícia focalizando propostas como a deputado Heitor Freitas fico assombrada e não acreditando de como foi possível abrirmos espaço para tamanha insensatez.

  2. Maria Cristina de Campos Pires disse:

    Penso que este Deputado não sabe bem o que é doutrinação. Se soubesse media as palavras.

  3. DOUGLAS CARDOSO disse:

    rsrsrsrsrs como se reitores nomeados pelo presidente não significasse ideologia de direita e intenção de doutrinação.

  4. Andre disse:

    Enfia os livros do Olavo de Carvalho no CU !!!!

  5. Pinheiro disse:

    Muda a bandeira. DESORDEM E RETROCESSO.

  6. lilian disse:

    Tudo o que ele faz é diz é doutrinação, porque é imposição. Já li as asneiras do Olavo Carvalho. Ele não sabe nem a ordem histórica. Nem quantos livros Gramsci escreveu: NENHUM. Ele era repórter e escrevia artigos que um grupo de interessados em divulgar seu pensamento, organizou em forma de livros. Mas, repito: o Gramsci NUNCA publicou um livro sequer!

  7. Alex Kraisch disse:

    Uma estupidez humana e é o cúmulo ainda a imprensa noticiar algo assim. Inacreditável como em pleno novo milênio, temos gente com essas ideias arcaicas e esdrúxulas.

  8. Ademir Braga da Silva disse:

    É gratificante ver as escrituras sagradas Paulo freirianas saindo de cena, ainda que aprovadas pela chamada “elite intelectual” do último governo. Sai deixando resultados negativos e destruidores. Eu não vou sentir saudade. Graças a Deus.

  9. Antonio Elias Soares disse:

    Que conhecimento esse deputado tem sobre educação para propor mudanças no currículo das universidades federais e mudar a forma de escolha dos seus reitores?
    Hoje os reitores são escolhidos democraticamente através de eleição. Os eleitores são o corpo docente e os alunos de cada Universidade. Se essa prerrogativa for transferida para o presidente da República aí, sim, a escolha terá critérios políticos e ideológico do partido e do presidente que tiver no governo. E as universidades virariam a casa da mãe chica. Acirraria o embate entre direita e esquerda. Dificilmente a direita que manda hoje estará no poder amanhã. Se o PT ganhar a próxima eleição?
    Esse deputado tá propondo mudanças que de fato podem implantar um sistema de escolha por critérios ideológicos nas universidades públicas brasileiras. Ou seja, está dando um tiro no pé. É um analfabeto político querendo ditar regra para a
    comunidade universitária.

  10. Paulo Roberto do Nascimento disse:

    Quando votaram no atual presidente não observara

  11. Paulo Roberto do Nascimento disse:

    Quando votaram no atual presidente não observaram sua proposta só pensaram em eccluir um partido. Isso não basta. Nao se falava en propostas para educação

  12. Paulo Roberto do Nascimento disse:

    Isso é fruto da não análise preliminar do povo

Os comentários estão fechados
Anúncio
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Entendendo A Notícia
Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo