Eduardo Girão defende que julgamentos de crimes eleitorais sejam realizados pela Justiça Federal

14 de março de 2019 às 10:56

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) defendeu a competência da Justiça Federal em julgar os crimes de caixa dois em campanhas eleitorais. A afirmação foi feita durante pronunciamento na terça-feira, 12.

Na ocasião, o parlamentar ressaltou que o julgamento realizado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que decidirá se crimes eleitorais podem ser julgados pela Justiça Eleitoral, é de suma importância, pois, de acordo com o mesmo, o julgamento definirá a continuidade da Operação Lava-Jato, de combate à corrupção e à impunidade.

Para Girão, o aparato da Justiça Eleitoral, em relação a infraestrutura e profissionais especializados para investigar esses tipos de crimes, é limitado. Caso a transferência de responsabilidade seja aprovada, ocorrerá “a perda da efetividade das investigações e a impunidade dos criminosos”.

O senador ainda afirmou que o “submundo do colarinho branco” terá muito a comemorar caso o STF seja favorável a proposta em julgamento.

Repórter Ceará

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Os comentários estão fechados
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Anúncio
Entendendo A Notícia
Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo