Caso Danielle: Polícia usa novas estratégias para capturar Zé do Valério

10 de maio de 2019 às 15:24
1

Com quase 17 dias de buscas, forças de segurança do Estado continuam caçando o vaqueiro José Pereira da Costa, conhecido como “Zé do Valério” ou “Zé da Foice”. Ele é acusado de ter estuprado e assassinado a universitária Danielle de Oliveira Silva, 20 anos. Ela foi encontrada morta na manhã do dia 25 de abril, em um matagal, nas proximidades da propriedade rural da sua família, em Pedra Branca, no Sertão Central.

De acordo com a delegada Anarda Pinheiro Araújo, titular da delegacia da Polícia Civil em Pedra Banca, à frente das investigações, o cerco e as buscas continuam na região, abrangendo o município onde o crime ocorreu, Senador Pompeu e Quixeramobim, onde há maior possibilidade de o foragido da Justiça estar escondido. O objetivo é encurralar “Zé do Valério” até ele não resistir mais à fome e à sede e se entregar à Polícia.

Cães farejadores

Sobre a utilização de cães farejadores a delegada informou não haver no Estado animais treinados para localizar pessoas em movimento. Os cães disponíveis à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) conseguem farejar somente vítimas passivas, como acontece em locais onde possam existir cadáveres ou em desabamentos de edificações, como exemplo. Mesmo assim o campo ofaltivo deles é de no máximo 100 metros.

Entretanto, outras possibilidades estão sendo planejadas. Além de equipes da Polícia Civil e da Polícia Militar espalhadas por toda a região, um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) equipado com câmera térmica poderá ser utilizado, “mas é necessário sabermos com um pouco mais de precisão onde ele pode estar escondido dentro da mata, nesta época do ano muito densa, o que tem dificultado as buscas“, explicou.

Alerta

Nas investigações a Polícia Civil constatou que “Zé do Valério” está armado, com dois revólveres calibre 38 e também uma espingarda. Por esse motivo os moradores devem tomar cuidado e ao invés de tentarem agarrá-lo informar imediatamente a Polícia, através dos números de urgência. Apesar de acharem que ele é velho e possui debilidades, o homem é considerado forte e violento.

A delegada também apura se o foragido está recebendo auxílio de outras pessoas, principalmente quanto a alimentação e água. “Ajudar quem está sendo procurado por crime também é crime, de favorecimento pessoal, e pode ser preso. Estamos investigando isso também, alerta ressaltando que atualmente ele está com a cabeça raspada e também retirou a barba. Uma característica que pode diferenciar na identificação é a altura dele, aproximadamente 1,80 m.

Repórter Ceará com informações do Diário do Sertão Central

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
1 Comentário
  1. eu acredito que ele esteja escondido em uma casa perto o de onde deixou a moto que tinha tomado. ele invade uma casa faz todo mundo de refém e sobre ameaças. se me entregar na hora que eu ver qualquer coisa eu vou matar alguém. aí ñ entrega mesmo ñ. porquê ele e perigoso e mala

Deixe uma Resposta

Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Anúncio
Entendendo A Notícia
Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo