Sertão Central e Região do Cariri podem ter Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente

13 de junho de 2019 às 10:16

A deputada estadual Érika Amorim (PSD) apresentou dos Projetos de Indicação durante a sessão plenária de ontem, 12, da Assembleia Legislativa do Ceará (ALCE). Ela quer a criação de duas delegacias de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dceca).

O 206/19 trata da criação da Dceca na macrorregião do Cariri Cearense e o 207/19 é voltado para a criação do órgão de segurança no Sertão Central.

“Dados apresentados pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do Ceará evidenciam que mais de três crianças e adolescentes foram vítimas de estupro e exploração sexual, por dia, em 2018, no Ceará. O total de 1.447 crimes foi contabilizado por esta secretaria ao longo do ano. Em 2019, nos primeiros quatro meses, o número de denúncias chegou a 458”, justificou a deputada.

A Delegacia deverá ser criada na estrutura organizacional da Superintendência da Polícia Civil, sendo que, está ligada com a estrutura organizacional do Departamento de Polícia de Proteção aos Grupos Vulneráveis (DPGV)..

Repórter Ceará

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Os comentários estão fechados
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Anúncio
Entendendo A Notícia
Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo