Pecuária: Quixeramobim segue na liderança com maior rebanho bovino do Estado

9 de outubro de 2019 às 11:13
0

Com 2,4 milhões de cabeças de gado, o rebanho bovino cresceu 5% em relação ao ano passado. O resultado, divulgado pela unidade estadual do IBGE, representa o início da retomada do crescimento do rebanho, que sofreu retração de 5,7% em 2017. O Ceará está na 16ª colocação do ranking nacional, com uma participação de 1,1% do rebanho brasileiro. O município de Quixeramobim é quem lidera no Estado, são: 85,5 mil cabeças, ou 3,5% do total do Estado.

Já em relação à produção de leite, a oferta do produto voltou a crescer. Em 2018, o mercado movimentou 705,6 milhões de litros do produto, um acréscimo de 21,3% em relação ao período anterior. Somente através do Programa de Aquisição do Leite, 1.746 produtores rurais forneceram 9.455.140 litros do produto, movimentando R$ 11.440.719,40 no período. A iniciativa repassou R$ 1,21 e R$ 1,65 por cada litro de leite bovino e caprino, respectivamente.

“Ao assinar, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Regional, os convênios das Rotas do Mel, do Cordeiro e Leite, estaremos investindo quase R$ 2 milhões na perspectiva de melhoramento genético, suporte forrageiro e, também, na realização de oficinas que proporcionarão a qualificação o nosso produtor”, anuncia o secretário do Desenvolvimento Agrário, De Assis Diniz. Segundo ele, a assinatura do convênio aguarda apenas a marcação de data e a previsão é que aconteça já na segunda quinzena de outubro.

Melhorias

A Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário, Recursos Hídricos e Meio Ambiente de Quixeramobim tem, nos últimos anos, trabalhado a qualidade genética do rebanho leiteiro, gerando mais produtividade.

Em parceria com a Empresa Alta Genetics, a pasta realizou, recentemente, treinamento com a equipe sobre acasalamento em bovinos leiteiro. A ação visa promover melhorias no serviço de assistência realizado pelos técnicos para os produtores de Quixeramobim.

Detalhe – Quixeramobim foi um dos municípios cearenses mais atingidos pelo severo período de estiagem que afetou todo o Estado. Ainda hoje, mesmo com a quadra chuvosa desse ano, os produtores rurais enfrentam dificuldades em restabelecer sua produção. O número divulgado pelo IBGE mostra na realidade que antes de tudo, o sertanejo é um bravo. Conseguiu manter o rebanho diante da crise hídrica.

Repórter Ceará – Quixeramobim Agora

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Deixe uma Resposta

Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Anúncio
Entendendo A Notícia
Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo