Pessoas que inspiram: A mulher que conserta redes

7 de novembro de 2019 às 11:51

Solange Almeida, 52, nunca teve berço esplêndido. O negócio dela é este: Consertar punhos de rede em Fortaleza. Viúva, mãe de um filho adulto – por ora desempregado – ela diz consertar entre 10 e 15 redes em uma boa semana. E elas acontecem às vésperas de feriados – que não são poucos.

Não tente negociar por punho. Ela é firme: “você dorme em meia rede?”. Custa R$ 30. Solange é uma graça. “Rede que eu conserto é garantida. Deitam dois e acordam três”. A propósito, tem um namorado de 81 anos. “Não troco por quatro de 20”.

A pequena moto que ela pilota é o charme e a alma do negócio. Vai pegar e deixar a rede em casa. Antes, tinha um ponto fixo em um supermercado. Mas assim como os piores punhos, “quebrou que apartou”.

Solange é cheia de histórias. Certa vez, relata: passava por funerária “chique” na rua Padre Valdevino – há duas na rua – e ao avistar o perfil dos carros resolveu entrar e fazer a carpideira. Chorou o quanto pôde o defunto que nunca vira. Como se fosse um cliente. Choveu de fregueses vivos. Caíram na rede. Não tem quem não caia.

Do Blog do Jocélio Leite, a história de Solange é de março de 2017, mas, não é pelo tempo que pessoas inspiradoras serão esquecidas. Devem ser lembradas. Quem sabe, hoje, ela tenha conseguido trocar a motocicleta por um carro, para transportar as redes. Quem sabe ela não faça mais esse trabalho e tenha mudado de ramo, e, além disso, seu filho pode ou não estar empregado. O que importa é que Solange é uma das muitas brasileiras que lutaram e lutam por dias melhores, sobrevivendo de seu trabalho diário. É mais uma mulher de garra no meio deste Brasil.

Repórter Ceará

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Os comentários estão fechados
Anúncio
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Entendendo A Notícia
Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo