Ganhou a efetividade no Clássico-Rei

Claudenice Ramalho • Colunista do Repórter Ceará
3 de setembro de 2020 às 09:18 0

Em noite de clássico-rei, Ceará e Fortaleza fizeram jogo truncado e no quarto confronto entre as equipes este ano quem saiu com a vitória foi o Alvinegro de Porangabussu. De quebra, deu um salto na tabela de classificação e sagrou de vez a recuperação no Brasileiro.

Foi à vitória do time que entrou taticamente fiel ao esquema de jogo do Guto Ferreira. Marcação forte e aproveitamento de contra-ataques. E durante toda a partida o time seguiu firmemente essa recomendação. O Fortaleza por outro lado manteve a maior posse de bola do início ao fim, mas não conseguiu finalizar muitas vezes e nem muito bem.

É preciso destacar alguns nomes do lado do Alvinegro: a volta de Luiz Otávio. Um jogador que sempre foi titular absoluto e peça fundamental na equipe do Ceará, mas que não vinha com boas atuações, perdendo inclusive a titularidade, voltou e da forma como o torcedor espera, passando confiança e sendo o xerife da zaga, que inclusive atuou de forma perfeita. A importância de Vina para a equipe Alvinegra é imensurável neste momento. O Charles sempre com grandes atuações e dando assistência, na base da confiança, e que deu a vitória. Não tem como não citar o bravo Fernando Sobral, que não cansa nunca. E o retorno, ainda que discreto de Felipe Baxola, jogador que em um ou dois lances mostrou sua qualidade impressionante no passe.

No Tricolor, o destaque principal foi a não escalação inicial do atacante Osvaldo, que entrou apenas no segundo tempo e não conseguiu mudar o placar. É bem verdade que o Rogério Ceni apostou na primeira etapa, em um Fortaleza veloz com Yuri César, que pudesse ofertar uma bola na pequena área para o experiente Wellinghton Paulista ou uma jogada diferente e envolvente de Romarinho. Mas não funcionou. O Fortaleza simplesmente não conseguiu jogar. A equipe acaba sempre tendo muita dificuldade quando enfrenta um time fechado como o Ceará, o que é natural, mas precisam existir peças e estratégias que possam driblar todo o poder defensivo dessas equipes e principalmente que seja efetivo lá na frente e aproveite as oportunidades ainda que sejam poucas.

Não foi um grande jogo, mas foi um grande resultado para o Ceará que subiu na tabela e ganha um fôlego para as próximas partidas, que serão dificílimas contra Santos, Internacional e Flamengo. Do lado do Fortaleza, a segunda derrota consecutiva para o maior rival preocupa, mas ainda assim o time está bem. Tem uma sequência um pouco mais tranquila que o Ceará tendo como os três próximos adversários, Flamengo, Sport e Grêmio.

O próximo encontro das duas equipes cearenses promete e vale título, no dia 30 de setembro, a primeira final do Cearense.

Foto: Felipe Santos

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Deixe uma Resposta

Anúncio
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Entendendo A Notícia
Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo