3 das 10 melhores escolas de ensino fundamental do Brasil são de Quixeramobim, revela Inep

16 de setembro de 2020 às 09:29 0

Nove das 10 escolas com os Índices de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) mais altos do Brasil são do Ceará. A informação foi divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação. O resultado se refere aos anos iniciais do Ensino Fundamental no Estado, em 2019.

O município de Quixeramobim, no Sertão Central, conta com 3 das instituições de ensino com melhores índices nos anos iniciais do Ensino Fundamental presentes na lista. Conforme o Inep, as escolas José Carlos da Silva, Manoel Farias de Almeida e Heloisa Maria Maia Pinto Dinelly chegaram aos resultados de 9,7, 9,5 e 9,5, respectivamente. A EEF José Carlos da Silva está em terceiro lugar no País.

Em relação aos anos finais, somente a EEF José Carlos da Silva entrou para a lista, com resultado, também, de 9,7, ficando em sexto lugar nacional na categoria.

O resultado geral nos anos iniciais do Ensino Fundamental e nos anos finais superam os índices do Brasil. Confira:

Anos Iniciais EF
Brasil – 5,9
Quixeramobim – 8,0

Anos Finais EF
Brasil – 4,9
Quixeramobim – 6,4

O Ceará tem superado, desde 2005, as metas do Ideb. Com isso, o desempenho dos alunos no Estado do 1º ao 9º ano está acima da média nacional. Em 2019, o Estado voltou a superar a meta e alcançou 6,5 na 4ª série/5º ano (meta era de 5,2) e 4,7 na 8ª série/9º ano (meta era de 4,5).

O resultado do Ideb da rede pública cearense foi apresentado pelo governador Camilo Santana durante live nas redes sociais nesta terça-feira (15). O evento contou, ainda, com as participações da vice-governadora Izolda Cela e da secretária da Educação, Eliana Estrela. Ainda de acordo com o principal indicador que avalia a qualidade da educação básica, o Ceará apresenta a melhor evolução nos anos iniciais do Ensino Fundamental (do 1º ao 5º ano) quando comparado às demais unidades da federação. A rede pública alcançou a nota 6,3 em 2019, superando em 1,5 ponto a meta estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Ainda com relação aos anos iniciais, o Ceará é o Estado com a maior porcentagem de municípios que atingiram a meta projetada pelo MEC, com 98,9% do total. Ou seja, dos 184 municípios cearenses, 182 atingiram o objetivo estipulado.

Além disso, 131 municípios cearenses (71,2%) atingiram a média 6, valor que corresponde a um sistema educacional de qualidade comparável ao dos países desenvolvidos, conforme a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Dos 184 municípios cearenses, 154 obtiveram resultado acima do esperado nos anos finais do Ensino Fundamental, representando índice superior a 83,7% das redes públicas municipais.

De acordo com o Ideb, o Ceará obteve ainda os melhores resultados nas duas etapas do Ensino Fundamental entre os estados do Norte e do Nordeste.

No Ensino Médio, a rede pública estadual do Ceará saiu de 3,8, em 2017, para 4,4 em 2019. O resultado demonstra uma aproximação da meta estipulada, que era de 4,5, deixando o estado em 4º lugar nacional e em segundo do Nordeste após Pernambuco (4,5).

O Ideb é calculado equilibrando a taxa de aprovação dos estudantes com o desempenho deles em português e matemática, mensurado pelo Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Como resultado do cálculo, é obtido um valor que vai de 0 a 10. Cada Estado, município e escola têm metas diferentes estabelecidas. Essas taxas foram fixadas em 2007 a partir da referência da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), conforme os resultados Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa).

Repórter Ceará

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Deixe uma Resposta

Anúncio
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Entendendo A Notícia
Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo