São Pedro: pescador, apóstolo e primeiro Papa

Terezinha Oliveira • Colunista do Repórter Ceará
29 de junho de 2021 às 17:45

Ainda no mês de junho, em seu penúltimo dia, a Igreja Católica comemora SÃO PEDRO, o pescador que se tornou Apóstolo e foi o primeiro Bispo de Roma – título concedido aos Papas. O hebreu Simão nasceu na Galiléia (Palestina), mais precisamente em Betsaida. Morava em Cafarnaum onde sua família vivia da pesca. Ele e seu irmão André foram os primeiros convidados pelo nazareno JESUS para acompanhá-lo difundindo os ensinamentos da FÉ Cristã. Assim os pescadores de peixes passaram a “PESCADORES DE ALMAS”. A partir de então recebeu o nome de Pedro, dado por Jesus “(Jo 1,42), para indicar que ele seria a “pedra” sobre a qual Jesus instituiria a sua Igreja (Mt 16,18)”. Pedro é reconhecido como o “Príncipe dos Apóstolos”. Foi Papa durante 37 anos.

Após a crucificação de Jesus Cristo os apóstolos foram perseguidos e muitos aprisionados. Pedro foi preso em Jerusalém; ao conseguir se libertar segue para a Cidade de Roma onde lidera a comunidades dos Apóstolos e todos os seguidores da Fé em Cristo. Expulso pelo Imperador Cláudio, Pedro volta à Jerusalém onde ocorre o primeiro Concílio da história da Igreja. Decorridos quase 20 anos, em 64 d.C., Pedro retorna à Roma onde é martirizado por ordens do então Imperador Nero, no Circo de Nero, local que hoje é a Praça de São Pedro. Suas relíquias ósseas encontram-se três andares abaixo do altar mor da Basílica de São Pedro, no Vaticano, e são visitadas anualmente por milhares de devotos.

Por sua profissão de origem, foi adotado como Padroeiro dos Pescadores e em seu louvor Igrejas foram erguidas em Comunidades praianas ou em margens de rios e lagoas. Os festejos sempre incluem procissões de barcos ornamentados e transportando sua imagem. Por ser viúvo é também o protetor de viúvos e viúvas. Relatos bíblicos dão conta que Jesus entrega a Pedro as chaves do Céu e assim Ele seria o controlador das nuvens, fato que leva os nordestinos a pedirem por chuvas a este Santo. O dia de São Pedro também representa o fim do principal período festivo dos municípios do interior do Nordeste – as Festas Juninas.

Para conferir mais artigos na coluna de Terezinha Oliveira, clique AQUI.

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Os comentários estão fechados
Enquete
Anúncio
Entendendo A Notícia
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo