São Pedro: pescador, apóstolo e primeiro Papa

Terezinha Oliveira • Colunista do Repórter Ceará
29 de junho de 2021 às 17:45

Ainda no mês de junho, em seu penúltimo dia, a Igreja Católica comemora SÃO PEDRO, o pescador que se tornou Apóstolo e foi o primeiro Bispo de Roma – título concedido aos Papas. O hebreu Simão nasceu na Galiléia (Palestina), mais precisamente em Betsaida. Morava em Cafarnaum onde sua família vivia da pesca. Ele e seu irmão André foram os primeiros convidados pelo nazareno JESUS para acompanhá-lo difundindo os ensinamentos da FÉ Cristã. Assim os pescadores de peixes passaram a “PESCADORES DE ALMAS”. A partir de então recebeu o nome de Pedro, dado por Jesus “(Jo 1,42), para indicar que ele seria a “pedra” sobre a qual Jesus instituiria a sua Igreja (Mt 16,18)”. Pedro é reconhecido como o “Príncipe dos Apóstolos”. Foi Papa durante 37 anos.

Após a crucificação de Jesus Cristo os apóstolos foram perseguidos e muitos aprisionados. Pedro foi preso em Jerusalém; ao conseguir se libertar segue para a Cidade de Roma onde lidera a comunidades dos Apóstolos e todos os seguidores da Fé em Cristo. Expulso pelo Imperador Cláudio, Pedro volta à Jerusalém onde ocorre o primeiro Concílio da história da Igreja. Decorridos quase 20 anos, em 64 d.C., Pedro retorna à Roma onde é martirizado por ordens do então Imperador Nero, no Circo de Nero, local que hoje é a Praça de São Pedro. Suas relíquias ósseas encontram-se três andares abaixo do altar mor da Basílica de São Pedro, no Vaticano, e são visitadas anualmente por milhares de devotos.

Por sua profissão de origem, foi adotado como Padroeiro dos Pescadores e em seu louvor Igrejas foram erguidas em Comunidades praianas ou em margens de rios e lagoas. Os festejos sempre incluem procissões de barcos ornamentados e transportando sua imagem. Por ser viúvo é também o protetor de viúvos e viúvas. Relatos bíblicos dão conta que Jesus entrega a Pedro as chaves do Céu e assim Ele seria o controlador das nuvens, fato que leva os nordestinos a pedirem por chuvas a este Santo. O dia de São Pedro também representa o fim do principal período festivo dos municípios do interior do Nordeste – as Festas Juninas.

Para conferir mais artigos na coluna de Terezinha Oliveira, clique AQUI.

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Os comentários estão fechados
O Abrigo precisa de você
Enquete
Anúncio
Entendendo A Notícia
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo