Delegada negra é barrada em loja em Fortaleza; Polícia investiga suspeita de racismo

20 de setembro de 2021 às 09:52 1

Uma delegada negra alega ter sido barrada na entrada de uma loja em Fortaleza, localizada no Bairro Edson Queiroz, e denuncia racismo por parte do segurança do estabelecimento. O caso ocorreu no último dia 14, com a delegada Ana Paula Barroso.

Na noite desse domingo, 19, a Polícia Civil obteve autorização da Justiça e apreendeu os equipamentos de registro de vídeo do estabelecimento para investigar o caso.

Conforme a delegada, que é diretora-adjunta do Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis, da Polícia Civil do Ceará, ela foi impedida de entrar na loja por um funcionário, sob alegação de “questões de segurança”.

O inquérito policial que investiga o suposto crime foi instaurado na Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza. Para a investigação, foi solicitado o material das imagens das câmeras de segurança da loja, mas o estabelecimento se recusou a fornecer, de acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSPDS), o que fez com que houvesse representação pelo mandado de busca e apreensão junto à Justiça, que deferiu a ordem.

Repórter Ceará (Foto: PCCE)

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
1 Comentário
  1. Jucenildo disse:

    Fiquei confuso? A matéria fala que foi racismo e a Delegada fala que foi questão de segurança?

Deixe uma Resposta

Enquete
Anúncio
Entendendo A Notícia
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo