Professor e poeta quixeramobinense tem poesia escolhida para compor livro ‘Poesia Livre 2021’

9 de outubro de 2021 às 11:43 0

Aos 39 anos, o quixeramobinense Gescélio Felipe Coutinho teve uma de suas poesias escolhidas para compor a coletânea ‘Poesia Livre 2021 – Seleção Poesia Brasileira’, da Vivara Editora Nacional. De origem simples, do Sertão Central cearense, nascido na comunidade de Mucuripe, no Distrito de Belém, zona rural de Quixeramobim, o professor, poeta e geógrafo concedeu uma entrevista exclusiva ao Repórter Ceará, onde comentou sobre suas linhas presentes no livro.

Filho dos agricultores Francisco Rodrigues Coutinho (in memorian) e Francisca Felipe Coutinho, Gescélio é graduado em Geografia pela UAB/UECE e especialista em Metodologia do Ensino de História e Geografia pela Faculdade INTERVALE, de Minas Gerais.

Acompanhe:

R: Gescélio, antes de entrarmos no assunto sobre a sua poesia que está inclusa no livro Poesia Livre 2021, queria saber como surgiu o seu gosto pela escrita?

G: Surgiu a partir de um projeto que veio para a Escola [de Ensino Fundamental] Francisco Lôbo, que sugeria um professor para ensinar e incentivar alunos a produzirem um cordel em homenagem a Antônio Conselheiro. Partindo desse, a métrica que é o formato do cordel, e a forma de se apresentar. E eu fui o escolhido pra dar esse apoio. Daí o gosto pela poesia aflorou. Inclusive um dos aluno teve a poesia selecionada e ganhou prêmio.

R: Como aconteceu a oportunidade de escrever para um livro de coletâneas de poesias, a nível nacional?

G: Nesse período de pandemia eu fiquei desempregado e, com isso, estive em casa por muito tempo. Daí percebi que tinham muitos concursos valendo premiação e resolvi arriscar em vários com o envio de contos, poemas e cordéis. Mas para esse que compõe o livro Poesia Livre, foi uma indicação do professor Ailton Brasil, que me enviou o link do concurso. Eu me inscrevi e deu certo.

R: Além do professor Ailton Brasil, houve a contribuição de mais alguém nesse processo?

G: Houve sim. Muitas pessoas do meu Distrito, incluindo colegas professores, amigos, parentes, conterrâneos e a secretária de Educação, Sandra Castro. Todos esses, porque eu tive que fazer uma campanha de arrecadação para conseguir alguns exemplares e graças a Deus consegui. É bom porque consegui vender e doar os exemplares, mas é uma pena que só recebi uma pequena quantidade deles.

R: Você imaginava que algum dia teria um texto presente em uma coletânea nacional?

G: Confesso que fiquei surpreso demais. Não esperava mesmo, porque achava que meus textos não se encaixavam nas técnicas e normas sugeridas pelo edital e pela Editora, mas temos que acreditar na gente antes mesmo dos outros, para qualquer que seja a disputa nessa vida, que possamos competir a altura. É assim que me sinto hoje: capaz.

R: Qual é o foco central de sua poesia?

G: Tem como inspiração o filme ‘Morte e Vida Severina’, que foi baseado no poema de João Cabral de Melo Neto, e fala sobre a vida difícil e dura do sertanejo, principalmente em tempos de estiagem. Se chama ‘Vida Severina’.

R: Você gostaria de deixar alguma mensagem final para os leitores da entrevista?

G: O exercício da escrita e da leitura poética, além de ser útil para a mente, pode nos levar a diversos lugares e patamares jamais alcançados. Que cada um acredite no seu próprio sonho e potencial, que o resultado virá.

Recentemente, após a divulgação do livro, Gescélio lançou seu primeiro cordel ‘Quixeramobim: meu lugar, minhas raízes’. O quixeramobinense apresentou sua obra no Ponto de Vista, da SerTão TV e Canudos FM 106,7. Confira a entrevista completa concedida ao programa:

O livreto custa R$ 5 e aos interessados, basta entrar em contato pelo número, que também é WhatsApp: (88) 98159-7341.

Repórter Ceará (Foto: Arquivo pessoal)

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Deixe uma Resposta

Enquete
Anúncio
Entendendo A Notícia
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo