Eleição para o Governo do Ceará deve juntar muitas forças em torno de poucos nomes

Sérgio Machado • Colunista do Repórter Ceará
5 de março de 2022 às 12:13

As eleições de 2022 para o Executivo cearense devem mostrar uma aglutinação de forças em torno de poucos nomes, acirrando a disputa pela chefia do Governo do Ceará. Isso já foi demonstrado através do deputado federal Capitão Wagner (Pros), que provavelmente será o único nome da oposição a pleitear o cargo neste ano.

O intuito dos opositores é juntar o maior número de partidos possíveis, a fim de concentrar capital eleitoral suficiente em Wagner, que às vezes se prende a figura do presidente Jair Bolsonaro (PL) e por vezes se descola. Fato é que o próprio presidente já demonstrou apoio ao Capitão, que acumula sucessivas disputas contra os FGs-PDT, como nos pleitos para a Prefeitura de Fortaleza em 2016 e 2020, saindo derrotado de ambos. A depender de como vê o cenário, o deputado se afastará (ou não) de Bolsonaro, assim como fez o senador Eduardo Girão.

O Psol também iniciou suas movimentações lançando Adelita Monteiro como pretensa candidata ao cargo. Uma jogada política bem elaborada, afinal, Adelita é uma das fundadoras da legenda no Estado, possui experiência em articulações, conhecendo de perto os bastidores, e se seguir no páreo, terá em suas mãos a pauta da argumentação, além de suas propostas, de mostrar a legenda em que está filiada aos cearenses.

O Unidade Popular foi outra sigla que já mostrou interesse no Abolição. O nome escolhido pelo partido é o do bancário Serley Leal, natural de Iguatu, no Centro-Sul do Ceará. Assim como Adelita, Serley não caiu de paraquedas como escolha da legenda, já que, em 2020, disputou a Prefeitura de Fortaleza como vice, na chapa de Paula Colares. Ou seja, carrega experiência de campo e de bastidores.

O PDT ainda não decidiu qual será o nome que representará o partido na disputa, mas já deixou claro, através do senador Cid Gomes (PDT) e do presidente estadual pedetista, André Figueiredo, que qualquer um que for apontado será uma ótima escolha.

Evandro Leitão (PDT) está na mesma posição de Sarto, quando este foi escolhido como candidato do PDT à Prefeitura de Fortaleza. Ocupa a presidência da ALCE e, portanto, se articula diariamente com diversas figuras de vários partidos para manter a ordem na Casa. Recentemente, após viagem de Camilo e Izolda, percorreu boa parte do Ceará em inaugurações e mostrou sua imagem aos cearenses, distribuindo a famosa primeira impressão.

Mauro Filho carrega o legado da economia. Foi o responsável por equilibrar as contas públicas do Ceará e é uma figura bastante ligada aos FG. Nas redes sociais, tem se mostrado cada vez mais, principalmente quando estava na Câmara Federal, a fim de divulgar seu trabalho, além de já ter visitado prefeituras cearenses no decorrer de 2021.

RC carrega a experiência de dois mandatos a frente da maior máquina pública municipal do Ceará. É apontado pelo seu partido como o melhor prefeito de Fortaleza e, assim como Mauro, tem visitado prefeituras cearenses e estado bem ativo nas redes sociais, se posicionando sobre diversos assuntos políticos, além de já ter o apoio de vários integrantes do PDT em relação ao pleito.

Izolda é o nome que ocupa a vice-governança estadual. Assim que Camilo se descompatibilizar para disputar o Senado (já que é pré-candidato), ela será a governadora. Além de seu legado na educação, Cela terá a gestão estadual para continuar os trabalhos, o que lhe dará ainda mais visibilidade. Inclusive, a deputada federal Luizianne Lins (PT) se encontrou com Izolda, o que, em tese, fortalece a aproximação entre PT e PDT na aliança estadual.

Por fim, Zezinho Albuquerque, que ainda está no PDT, é pré-candidato ao Governo do Ceará. Tudo indica que ele deve sair da sigla pedetista e ingressar no PP, partido de seu filho. Albuquerque carrega, como experiência principal, a ALCE, tendo sido presidente da Casa por três vezes. Apesar de sua escolha de se lançar como pretenso candidato, permanece em apoio às lideranças estaduais, citando que continuará o projeto de governo que já foi comandado por Cid e Ciro, e que agora está nas mãos de Camilo.

Foto: Arte/Repórter Ceará

Para conferir mais artigos na coluna de Sérgio Machado, clique AQUI.

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Os comentários estão fechados
Anúncio
Entendendo A Notícia
Enquete
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo