Quatro para reeleição e dois novatos: os seis nomes para a ALCE que devem ser votados em Quixeramobim

Sérgio Machado • Colunista do Repórter Ceará
8 de abril de 2022 às 11:42

O movimento para conseguir uma cadeira na Assembleia Legislativa do Ceará deve girar em torno de seis nomes no município de Quixeramobim, no Sertão Central cearense, com quatro deles tentando a reeleição e dois procurando ingressar no legislativo estadual pela primeira vez.

Osmar Baquit será apoiado pelo atual prefeito Cirilo Pimenta (PDT) e pelo vice Edmilson Júnior (PSD). O anúncio oficial de apoio ocorreu durante o Encontro Regional do PDT realizado em Quixeramobim. A expectativa do grupo governista é fazer com que Osmar seja o mais votado da cidade no pleito de 2022, diferente de 2018, quando ficou em 4º lugar no município com 4.234 votos válidos (10,58%).

Nesse mesmo sentido segue o deputado estadual Bruno Pedrosa, que contará com o apoio de parte do grupo dos ‘Coelho’, dos ‘Paulino’ e também de alguns vereadores da Câmara local. O parlamentar pretende manter o capital eleitoral que o colocou como mais votado na cidade em 2018, com o total de 6.043 votos (15,09%).

Leonardo Pinheiro, por sua vez, que foi o 5º mais votado em 2018, quando recebeu 3.730 votos (9,32%), será apoiado pelo vereador Edilberto Ferreira e algumas lideranças comunitárias. A diferença, agora, é que o deputado não terá o apoio da Prefeitura. Na época da última eleição geral, o então prefeito Clébio Pavone foi o principal nome de apoio ao parlamentar na cidade.

Finalizando o rol de reeleições, entra a deputada Dra. Silvana. Ela deve ser apoiada por algumas igrejas evangélicas locais. Apesar de não ser seu reduto eleitoral, a cidade deu 138 votos para a parlamentar em 2018, fazendo com que ela fosse a 21ª mais votada a nível municipal, o que representa 0,46% dos votos válidos.

Já os nomes que disputarão o legislativo estadual pela primeira vez e devem ser votados em Quixeramobim são De Assis Diniz e Clébio Pavone.

O ex-secretário de Desenvolvimento Agrário do Ceará faz parte da lista de secretários que se desincompatibilizaram para disputar um cargo público neste ano de 2022. Pertencente aos quadros do PT, De Assis Diniz havia anunciado seu afastamento da titularidade da SDA ainda em 2021, quando publicou uma foto ao lado do ex-governador Camilo Santana. Em Quixeramobim, o metalúrgico e bacharel em Direito e História será apoiado pelos sindicatos e parte dos movimentos sociais.

O último nome que se apresenta, até o momento, é o do ex-prefeito Clébio Pavone. Após se filiar ao MDB de Eunício Oliveira, foi confirmada sua pré-candidatura à ALCE. Porém, a primeira vez que o político externou seu desejo de disputar uma cadeira da Assembleia foi pouco tempo depois de perder a Prefeitura para Cirilo em 2020. A expectativa dos apoiadores, que incluem movimentos sociais e lideranças comunitárias, é que o ex-gestor municipal receba quantidade de votos suficiente para que consiga ser eleito, mesmo diante da divisão do eleitorado.

Foto: Arte/Repórter Ceará

Para conferir mais artigos na coluna de Sérgio Machado, clique AQUI.

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Os comentários estão fechados
Anúncio
Entendendo A Notícia
Enquete
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo