À mestra, com carinho: Há 100 anos nasceu Nenen Pereira – Minha mãe

Terezinha Oliveira • Colunista do Repórter Ceará
7 de maio de 2022 às 11:18 1

Maio é o Mês de Maria, das Mães, das Noivas (futuras Mães), do Lar e das Famílias. É o Mês do Coração e o Mês do Trabalho em seu dia primeiro. Minha Mãe foi uma Maria de Maio. O compositor e jornalista Ary Barroso escreveu e musicou uma linda canção que se inicia assim: “Maria o teu nome principia na palma da minha mão e cabe bem direitinho dentro do meu Coração”. Gosto desse verso, pois lembro de minha mãe. Maria Perpétua no teu ventre fui gerada, no teu aconchego fui formada, acostumando a te ouvir rezar para outra Maria, a Virgem Mãe de Jesus. Em 07 de Maio de 1922, você nasceu, em outro Maio nos deixaste, no dia da Coroação de Maria Santíssima. Partiste serena como sempre viveste, com a tranquilidade da missão bem cumprida como Mãe e Mestra, Magnânima e de Mãos hábeis na Arte do bordado e do crochê.

Teu coração bondoso sentia-se feliz em ajudar a quem te procurava, mas tuas maiores alegrias vinham das notícias sobre sucessos dos ex-alunos e das visitas desses filhos de outras famílias que voltavam para te agradecer. Porque ser Professor(a) é ter a certeza de que tudo terá valido a pena, se o aluno sentir-se feliz pelo que aprendeu com você e pelo que ele lhe ensinou. No grupo Assis Bezerra, no Patronato Nª Sª de Fátima e em sua escola, anexa à nossa casa, você “plantava” todo dia, criava sonhos, pois ser professor (a) é escrever a história do futuro. Tu deixavas marcas e os transformavas e sempre foi lembrada. Isso valia bem mais que os vencimentos. Como diz Gabriel Chalita, “ser professor é semear em terreno fértil e se encantar com a colheita. Ser Professor é ser condutor de almas e de sonhos, é lapidar diamantes”. Quixeramobim deve à Mestra Nenen Pereira a formação de grandes professores que no Colégio Estadual Andrade Furtado iniciaram novas histórias de sucesso: Marum Simão, Zé Gaspar, Elza Coutinho, Zé Artur Costa, Valmir Cardoso, entre outros que abriram oportunidades aos mais novos. No Assis Bezerra ficaram a Leonor Fernandes Leite, Lelé Martins e Neuza Calixto seguindo suas pegadas. Outros foram integrar o corpo docente de Universidades, como o Gilberto Thelmo Sidney Marques, que ocupou cargos diretivos na Univ. Estadual do Ceará. Ela deu uma base sólida para que seus pupilos fossem vencedores no caminho escolhido: na política, como Alfredo Machado; arquiteto e compositor Fausto Nilo, médicos, agrônomos, advogados, militares, bancários e tantos outros profissionais que tinham em comum o afeto e a gratidão à antiga professora. Hoje recebo o carinho de muitos de seus ex-alunos que também sentem saudades da mestra. Essa eterna lembrança pode ser explicada nesta expressão:

“Se não morre aquele que escreve um livro ou planta uma árvore, com mais razão não morre o Educador que semeia a vida e escreve na alma.” (Bertold Brecht)

Além da capacidade de ensinar, você foi exímia artesã. Criava lindas peças em tecidos presos ao bastidor, onde as agulhas eram pincéis e as linhas a aquarela que faziam surgir os desenhos comandados por seu talento. A perfeição estava na semelhança do avesso com o direito e finalizando, emoldurava com a barra de crochê e logo eram vendidas. A habilidade do crochê veio como terapia, para ajudar a conviver com dois anos do tratamento do filho que faleceu em um triste dezembro, perda que enfrentou sem revolta, sempre fortalecida pela FÉ em Jesus Cristo e Sua Santa Mãe.

Concluo com palavras da minha filha sobre a avó amada:

“O melhor bordado que você deixou, vó, foi aquele costurado com fé e afeto, pontuando tantos momentos simples e singelos, enfeitando nosso coração.” (Maíra)

Foto: Arquivo/Terezinha Oliveira

Para mais artigos na coluna de Terezinha Oliveira, clique AQUI.

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
1 Comentário
  1. Zilá Zilda carneiro disse:

    Minha amiga, que bordou as roupinhas de meu segundo filho .Ainda guardo com muito carinho algumas delas. Com muita ousadia digo que fomos construtoras deste Brasil amado.

Deixe uma Resposta

Anúncio
Entendendo A Notícia
Enquete
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo