HRSC e outros quatro hospitais cearenses apresentam alta conformidade com as Práticas de Segurança do Paciente, segundo Anvisa

21 de junho de 2022 às 11:28 0

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou o Relatório da Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente em Serviços de Saúde – 2021. No documento, publicado no início deste mês, três equipamentos regionais e dois situados na Capital, todos da rede da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), aparecem em destaque, com alta conformidade, segundo os requisitos de avaliação. São eles: hospitais regionais do Cariri (HRC), do Sertão Central (HRSC) e Norte (HRN); e os hospitais Geral de Fortaleza (HGF) e Dr. César Cals (HGCC). Os regionais são geridos pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH).

A Avaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente constitui uma medida de regulação adotada pelo Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS), desde 2016, para verificar a conformidade aos indicadores das práticas de segurança do paciente pelos serviços de saúde com leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Os equipamentos avaliados precisaram atender a 21 indicadores relacionados à estrutura, ao processo e à gestão de riscos relacionados com as práticas de segurança do paciente – baseados na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) da Anvisa n° 36/2013. Além de preenchimento de formulário e comprovação documental, os hospitais passaram por vistoria presencial.

Narya Brito, gerente de Risco do HRC, afirma que “figurar, mais um ano, nessa seleta lista de instituições com alta conformidade das práticas de segurança é uma conquista e uma grande responsabilidade, pois representa a nossa busca constante pela melhoria contínua na assistência prestada aos nossos pacientes”.

Para o gerente de Risco do HRSC, Jonis Albuquerque, o resultado é fruto de um trabalho coletivo. “É um reflexo do compromisso das nossas equipes em proporcionar um cuidado seguro para os nossos usuários, com base em diretrizes e boas práticas implementadas na instituição”, destaca.

Indicadores

Dentre os indicadores requisitados para avaliação, estão: implantação do Núcleo de Segurança do Paciente; do Plano de Segurança do Paciente (PSP); do protocolo de prática de higiene das mãos e de cirurgia segura; do protocolo para segurança na prescrição, no uso e na administração de medicamentos; e regularidade da notificação mensal de incidentes relacionados à assistência à saúde.

As unidades de Quixeramobim e de Sobral atingiram 100% de conformidade pelo segundo ano consecutivo. “Os anos de 2020 e 2021 foram anos muito difíceis. Tudo é fruto da colaboração de todos os profissionais da assistência, do apoio e da gestão, que compreenderam a importância de se realizar um cuidado seguro”, pontua o gerente de Risco do HRN, Kildery Teófilo, enfatizando que “a implantação de práticas seguras baseadas em evidências tem um grande potencial de salvar vidas”.

Repórter Ceará (Foto: Tatiana Fortes)

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Deixe uma Resposta

Anúncio
Entendendo A Notícia
Enquete
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo