Por que o QXAS é tão importante?

Sérgio Machado • Colunista do Repórter Ceará
29 de junho de 2022 às 15:45

O QXAS começa hoje e, com ele, uma programação voltada para a valorização das pessoas, das artes, das culturas diversas e de personalidades artísticas. Participar desse evento, que já se tornou tradicional, é uma forma de se integrar ao espaço cultural e conhecer novos pontos de vista a partir da visão de outro alguém.

Exposições, oficinas, bate-papos e muitas outras atividades que integram o calendário do evento são destinadas para permitir um espaço de admiração, formação de opiniões, construção intelectual e despertar crítico acerca do meio social. Por isso que o Festival de Fotografia do Sertão Central conta com a colaboração de pessoas de fora do Ceará, para ampliar o campo de visão de quem irá acompanhar a programação.

Sendo realizado em Quixadá e Quixeramobim, o QXAS valoriza o Sertão Central colocando as duas maiores cidades da região no mapa cultural do Estado, exaltando os espaços que serão utilizados para o festival, como a Casa de Saberes Cego Aderaldo, o Memorial e a Casa de Antônio Conselheiro e a Ponte Metálica. É uma forma de integrar o público com o ambiente e trazer a marca do pertencimento e da apreciação da história local, cravada em prédios e espaços públicos.

Então, se você perguntar o porquê é importante participar do QXAS, lhe digo: é para valorizar o que é nosso, para ver outras cores e conhecer outras opiniões e, não entender o mundo – que é uma tarefa complicada -, mas saber que ele é extremamente plural e carrega muitos outros mundos por aí.

Confira mais artigos na coluna de Sérgio Machado AQUI.

Foto: Joyce Vidal

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Os comentários estão fechados
Anúncio
Entendendo A Notícia
Enquete
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Curta nossa página
Escute ao vivo
SerTão TV
Visite-nos
Tempo