BPRaio apreende mais de mil armas de fogo no Ceará em 2017

O Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) da Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE) já retirou mais de mil armas de fogo de circulação em toda a extensão do território cearense, neste ano. O número de apreensões foi alcançado no período de janeiro até o último dia 06 de outubro de 2017 e é reflexo da intensificação do trabalho especializado desenvolvido pelo Batalhão.

Até a última sexta-feira (06), o BPRaio apreendeu um arsenal de 1.010 armas de fogo e mais 143 simulacros, que são réplicas de armas utilizadas como instrumentos de ameaça em ações criminosas como roubos. O número de apreensões é 96,9% maior do que o feito no mesmo período de 2016, quando foram apreendidas 513 unidades. Ao todo, 3.583 adultos e adolescentes foram capturados pelo BPRaio até o sexto dia deste mês de outubro, 40,9% maior do que no ano passado, quando foram capturadas 2.542 pessoas.

No mesmo intervalo de tempo, foram realizados 629 procedimentos por tráfico de drogas, contra 301 no ano anterior (+ 109%). O crescimento também foi registrado na quantidade de entorpecentes apreendidos. Em 2017, até o dia 06 de outubro, foram quase 100 quilos (99,932) de maconha, 20,168 de cocaína e 14,994 kg de crack. Já em 2016, as quantidades de drogas correspondem respectivamente a 84,634 kg, 8,172kg e 16,634 kg. Os valores apreendidos durante as ações policiais também subiram. Em 2017, os “Raianos” apreenderam R$ 532.921,85, contra R$ 229.080,15 no ano anterior.

O Batalhão do Raio é especializado no patrulhamento tático com motos e completou 13 anos de existência em março deste ano. É considerado o maior grupamento de motos do Brasil e cada vez mais tem sido procurado como modelo para as polícias de outros estados. Em maio deste ano, o comandante Márcio Oliveira realizou uma palestra para os militares atuantes no Rotam, que é o Batalhão de Rádio Patrulha com motocicletas e viaturas do Estado do Pará. A troca de experiências e conhecimentos entre policiais cearenses e de outras regiões brasileiras também é feita em território cearense. Diversos agentes de segurança como policiais e militares do Exército Brasileiro (EB), de vários locais do país, participam do treinamento realizado pelo Batalhão, no Ceará.

Repórter Ceará