Crise na área da Saúde, fardamento escolar e curso de Medicina em Quixeramobim são destaques no 1 minuto com Sérgio Machado

Nessa semana, os principais destaques do quadro 1 minuto com Sérgio Machado, produzido pela SerTão TV, foram relacionados a crise na área da Saúde, a polêmica do fardamento entregue aos alunos da rede pública municipal e a novela do curso de Medicina, em Quixeramobim. Confira:

Falta (quase) tudo na Saúde de Quixeramobim – 05.02.2018
De uma forma ou de outra, na fila do banco ou às portas fechadas, se tornou quase impossível discutir a situação da saúde em Quixeramobim sem utilizar a palavra “falta”, ao menos uma vez, em uma mesma conversa.

Nos hospitais e postos de saúde, faltam materiais básicos, como luvas, agulhas, seringas, compressas, sondas e até fios de sutura; faltam produtos de higiene e limpeza, como água sanitária, álcool e detergente neutro; faltam medicamentos controlados; falta estrutura adequada para comportar um grande número de pacientes; e agora, com os atrasos no pagamento dos profissionais da saúde, faltam até médicos, enfermeiros e dentistas interessados em trabalhar por aqui.

Mas o que não falta é aposentado precisando de consulta sem poder pagar um médico particular; o que não falta é paciente necessitando de medicamentos sem ter condições financeiras de comprar um; o que não falta é gente doente sem ter recursos para fazer um exame na capital.

É este o quadro da saúde no coração do Ceará.

O fardamento, o carnaval e a prefeitura – 07.02.2018
Em clima de Carnaval, o prefeito Clébio Pavone decidiu presentear os alunos da rede pública municipal de ensino com fardas multicoloridas, diferentes dos tons azul e branco usados nas últimas décadas. A prefeitura começou a fazer as entregas esta semana, e o que deveria ser mais um simples ato de governo, se transformou em uma verdadeira polêmica.

Isso porque os novos uniformes nas cores laranja, branco e azul remetem ao partido político do atual prefeito. E o uso de cores partidárias nos atos de gestão fere os princípios administrativos de moralidade e impessoalidade, além de caracterizar propaganda partidária subliminar em um ano eleitoral.

Não é a primeira vez que uma ação pública municipal reflete interesses ideológicos e partidários. No ano passado, até o bolo do aniversário do município foi decorado nas cores laranja, azul e branco.

Quixeramobim e o Curso de Medicina – 09.02.2018
Recentemente, voltou a ser veiculado na imprensa regional que somente os municípios de Crateús, Iguatu, Itapipoca, Russas, Quixadá e Canindé deverão receber autorização do Ministério da Educação para a instalação de novas faculdades de Medicina. Ao que tudo indica, após quase cinco anos de intensa mobilização social e política, Quixeramobim está mesmo de fora dessa disputa.

Mesmo assim, não faz nenhum sentido o município-sede de dois grandes hospitais regionais, um deles o mais moderno da região central do Ceará, e com uma estrutura na área da saúde já avaliada de forma positiva pelos técnicos do MEC, não ser contemplado com a instalação de uma faculdade de Medicina.

Chegou a hora das lideranças políticas do município despertarem, unirem forças, e com o apoio da sociedade, lutarem em prol dos interesses do nosso Quixeramobim!

Repórter Ceará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *