Praça do Memorial Antônio Conselheiro: A falta de fiscalização, a cultura decadente e o esquecimento da história de um dos personagens mais importantes do Brasil

A Praça do Memorial Antônio Conselheiro, um dos principais pontos histórico-culturais da cidade, segue sendo desvalorizada e esquecida pelo Poder Público, assim como o próprio prédio que espaço entorna.

A iluminação pública, tão deficiente na cidade, conforme relato de quixeramobinenses, fica ainda pior na Praça, devido a falta de poda das árvores, que impedem, ainda mais, a luminosidade adequada no espaço. Além disso, como em outras praças abordadas, há matos que precisam ser aparados.

Falta de lixeira e sujo espalhado pelo local são problemas já antigos, mas reivindicações da população para solucioná-los, não faltam, como também, a ocupação desordenada de vendedores ambulantes.

Outro problema, talvez o mais agravante, seja a falta de fiscalização. Conforme apurado pela reportagem, há trânsito de motocicletas na praça. Ou seja, não há segurança para os pedestres, que utilizam o espaço para lazer. Contudo, parte desse lazer fica impedido não somente pela passagem de veículos, mas também, pela fedentina, pois, em alguns pontos, foi possível identificar que o local estava sendo usado como banheiro público.

Como relatado antes, fiscalização é o que está em falta, e não é só por parte do Poder Público. A população, como agente principal e maior da democracia, reivindica, mas deve possuir medidas para impedir que lixo seja jogado na Praça, ou até mesmo que o local seja utilizado para satisfazer necessidades fisiológicas. É observado que a administração municipal não valoriza o Memorial Antônio Conselheiro, diante de sua riqueza e importância para a cidade, por isso, estes problemas são corriqueiros.

Impor vigilância da autarquia municipal, realizar mutirão para a limpeza, colocar lixeiras, fazer a poda das árvores e várias outras ações, são medidas eficazes para a valorização deste espaço, que abriga uma estrutura grandiosa, carregando o nome de Antônio Conselheiro: Uma das figuras mais importantes para a história de Quixeramobim e do Brasil.

Repórter Ceará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *