SerTão TV: Contratados do Mais Educação ainda aguardam pagamento de dois meses, mesmo após votação na Câmara

Têm se tornado constante as reclamações de pessoas que prestaram serviço ao Programa Mais Educação que, na prática, é uma bolsa do Governo Federal, para custear as despesas daqueles que se dispõem a executar o programa no município.

Em Quixeramobim, a cobrança tem sido recorrente. Os contratados cobram, todos os dias, o pagamento de dois meses trabalhados este ano. Durante sessão da Câmara realizada em junho, o secretário de Educação Fernando Ronny esteve participando da sessão e defendeu a aprovação de um projeto que viabilizava o pagamento destes dois meses.

Com o encerramento do período ordinário a Câmara foi convocada para sessão extraordinária no dia 04 de julho. Durante esta sessão, a problemática do Mais Educação voltou a ser suscitado, gerando até surpresa para alguns parlamentas, já que o secretário havia garantido o pagamento após a aprovação do projeto em junho.

A cobrança veio de um dos que prestaram serviço, John Welligton ocupou a tribuna. Foi nesta ocasião que o vereador José Wilson Paulino, até então considerado vereador da base aliada, subiu o tom de voz e afirmou que o secretário teria que recebê-los para uma reunião para tratar do assunto, ou então pedia pra sair do cargo.

Cobrança ou não, fato que nesta quarta-feira, 11, a reportagem voltou a receber as mesmas mensagens, solicitando uma posição da Secretaria de Educação.

Repórter Ceará

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *