SerTão TV: Contratados do Mais Educação ainda aguardam pagamento de dois meses, mesmo após votação na Câmara

11 de julho de 2018 às 17:17

Têm se tornado constante as reclamações de pessoas que prestaram serviço ao Programa Mais Educação que, na prática, é uma bolsa do Governo Federal, para custear as despesas daqueles que se dispõem a executar o programa no município.

Em Quixeramobim, a cobrança tem sido recorrente. Os contratados cobram, todos os dias, o pagamento de dois meses trabalhados este ano. Durante sessão da Câmara realizada em junho, o secretário de Educação Fernando Ronny esteve participando da sessão e defendeu a aprovação de um projeto que viabilizava o pagamento destes dois meses.

Com o encerramento do período ordinário a Câmara foi convocada para sessão extraordinária no dia 04 de julho. Durante esta sessão, a problemática do Mais Educação voltou a ser suscitado, gerando até surpresa para alguns parlamentas, já que o secretário havia garantido o pagamento após a aprovação do projeto em junho.

A cobrança veio de um dos que prestaram serviço, John Welligton ocupou a tribuna. Foi nesta ocasião que o vereador José Wilson Paulino, até então considerado vereador da base aliada, subiu o tom de voz e afirmou que o secretário teria que recebê-los para uma reunião para tratar do assunto, ou então pedia pra sair do cargo.

Cobrança ou não, fato que nesta quarta-feira, 11, a reportagem voltou a receber as mesmas mensagens, solicitando uma posição da Secretaria de Educação.

Repórter Ceará

Compartilhar...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on Google+
Google+
Os comentários estão fechados
Mídia Kit

Anuncie no Repórter Ceará

Baixe o Mídia Kit


Contato: jornalismo@sistemamaior.com.br

Anúncio
Entendendo A Notícia
Curta nossa página
Escute ao vivo
Visite-nos
Tempo