“Amores, Coragem” curta-metragem sobre a vivência de jovens, foi exibido no 17º Festival NOIA

434 visualizações


Publicado em 17/10/2018.

Quixeramobim, no Sertão, para ser mais exata, no coração do Ceará, é de lá que vem a coragem dessas pessoas para amar ou apenas existir, sem medo. O “ocupe a ponte”, foi um movimento que tinha o intuito de ocupar os lugares públicos da cidade, liderado por jovens no ano de 2016. Apesar de ter sido repreendido por uma parcela da sociedade, eles resistiram e fizeram com que as suas vozes fossem ouvidas. Durante vários meses, eles se reuniam para debater política, realizavam rodas de conversa sobre diversos temas, jogavam capoeira ou só queriam se sentir parte de algum lugar, ou se sentirem acolhidos por alguém, já que muitos não se sentiam acolhidos nem dentro de suas próprias casas.


#Compartilhar

Comentários - 0